Quer saber como bater meta de vendas? Confira 11 dicas matadoras!

por que você deve usar essa inovação!
janeiro 15, 2021
Como engajar a sua audiência usando Storytelling Interativo
janeiro 18, 2021
Show all

Quer saber como bater meta de vendas? Confira 11 dicas matadoras!

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Saber como bater uma meta não depende apenas de experiência. Uma estratégia eficiente de vendas ajuda a construir a confiança dos clientes com a marca, o que consequentemente aumenta as suas chances de alcançar os objetivos no início do processo.

Você também deve ter comprometimento, entretanto é mais importante entender exatamente as características, dores e expectativas do seu público.

Neste artigo abordamos algumas dicas de como bater metas de vendas sem que você tenha que negligenciar outros aspectos da sua vida ou passar por cima de outras pessoas para conquistar os seus objetivos. Veja porque é importante:

  1. Planejar os seus dias
  2. Oferecer o melhor atendimento
  3. Criar um senso de urgência durante a venda
  4. Tentar novas abordagens em momentos distintos
  5. Evitar distrações
  6. Ser otimista
  7. Eliminar gargalos
  8. Aumentar a sua rede de contatos
  9. Ter uma estratégia de Marketing Digital
  10. Vender valor além do preço
  11. Avaliar continuamente os seus resultados

1. Planejar os seus dias

O planejamento é a chave do sucesso de qualquer projeto. Então, planeje seus dias para manter o foco no que realmente importa para atingir as suas metas. 

Estabeleça quais horários são mais pertinentes para fazer contatos importantes, separe um momento do dia para revisar as necessidades mais urgentes, enviar emails ou conversar com a sua equipe de trabalho.

2. Oferecer o melhor atendimento

Não se preocupe apenas em atingir a sua meta. Quando você mantém o foco na excelência do serviço e no atendimento exato das dores e necessidades do seu público, você alcança todos os seus objetivos de venda.

Concentre-se em fornecer um serviço excelente ao cliente e, para isso, tenha em mente que você deve conhecê-lo bem: delimite a sua persona e saiba que todas as demandas de consumo devem ser atendidas de acordo com as características apuradas.

Desenvolva um script de vendas e atente-se para usar a mesma linguagem do seu público, entretanto, essa abordagem deve ser a mesma pela qual você se sente mais confortável na apresentação de conteúdos, produtos ou serviços que costuma vender.

3. Criar um senso de urgência durante a venda

O senso de urgência funciona bem em várias situações consultivas, mas é preciso considerar que mesmo quando o cliente não sabe o que quer, ele consegue identificar quando o vendedor fala a verdade ou não. 

Por isso, mesmo que você escolha essa abordagem, mantenha a clareza e a sinceridade para evitar passar por um consultor que tenta qualquer estratégia em troca de uma venda.

4. Tentar novas abordagens em momentos distintos

Não se limite a abordar os clientes em potencial em um mesmo intervalo de tempo. Experimente novas abordagens em momentos distintos. Muitas vezes o horário escolhido não é o mais apropriado para o consumidor: o melhor momento é sempre o que o cliente demonstra estar mais disponível.

Se você usar a mesma abordagem, não espere obter resultados diferentes: além de tentar alterar o horário do contato, diversifique os canais de comunicação e preocupe-se sempre com a especificidade do cliente. Para isso tenha sempre em mente as características e necessidades de cada perfil.

5. Evitar distrações

As distrações impedem — ou no mínimo atrasam —, a realização de metas. Concentre-se em seus objetivos, principalmente quando eles são de curto prazo. Para evitar a procrastinação, considere algumas boas práticas:

  • liste os principais motivos pelos quais você perde o foco em sua rotina;
  • mantenha a sua agenda organizada;
  • identifique ciclos de produtividade;
  • divida metas e objetivos maiores em pequenas tarefas;
  • defina um cronograma para as suas metas;
  • certifique-se de que suas metas sejam específicas, mensuráveis, relevantes, tangíveis e temporizáveis;
  • tenha disciplina;
  • treine o seu controle emocional;
  • crie um próprio sistema de desafios e recompensas;
  • terceirize o que não precisa ser realizado exclusivamente por você;
  • mude o seu ambiente de trabalho;
  • desenvolva a sua visão de longo prazo;
  • use ferramentas de gestão de tempo.

6. Ser otimista

A negatividade pode minar os seus resultados de venda e impedir que você saiba exatamente como bater a sua meta. Os clientes percebem quando o próprio consultor não confia no produto, serviço ou informação que ele tenta vender e isso impossibilita a criação de um laço imprescindível para a efetivação de vendas: a confiança no vendedor.  

Por isso, se esforce para eliminar (ou reduzir ao máximo) a negatividade no seu dia a dia. Ao aumentar a positividade no trabalho, você também aumenta a sua própria motivação e se sente mais confiante em sua rotina. 

7. Eliminar gargalos

Outra boa prática para potencializar as vendas e atingir as metas consiste em identificar os gargalos que eventualmente sejam impeditivos para a sua produtividade.

Para isso, faça uma auditoria da sua pipeline: otimize o tempo e as oportunidades de conversão por meio da verificação das metas estabelecidas, verifique se há prazos realistas e analise todas as barreiras que podem comprometer as vendas ou atrasar os resultados almejados.

8. Aumentar a sua rede de contatos

O foco de um vendedor é sempre os tomadores de decisão. A conexão com as pessoas certas é imprescindível para atingir as metas de vendas estabelecidas, entretanto, você já pensou o quanto pode ser útil potencializar a demanda em vez de convencer vendedores secundários?

Se o seu segmento é B2B, certamente será necessário aumentar a gama de contatos com os compradores e proprietários das empresas. No entanto, se é senso comum que um produto específico terá mercado e você tem esse item em sua carteira, facilmente você conseguirá aumentar as suas vendas.

Por isso é importante conciliar as duas bases de compra: a demanda do consumidor final e a demanda intermediária. A base B2B pode ser criada a partir de networking — esteja presente em eventos e workshops do seu segmento.

Já a base de consumidores é moldada a partir de estratégias mais robustas de marketing e de vendas, como explicaremos no tópico a seguir.

9. Ter uma estratégia de Marketing Digital

Nos últimos anos, as estratégias de marketing digital cresceram vertiginosamente. O principal motivo é a mudança de comportamento do consumidor, que alterou a demanda de compra para o mercado online. Com o isolamento social imposto pela pandemia causada pela Covid-19, essa necessidade se tornou ainda mais evidente.

Ter um site institucional como principal ponto de contato e um blog para prover informações relevantes ao seu público é a base para uma estratégia robusta e bem-sucedida de Marketing de Conteúdo.

Além disso, é preciso estar presente nas redes sociais mais frequentadas pela sua audiência. Crie formatos de conteúdo que despertem o interesse do público e a conexão dos leitores com a sua marca em vez de se preocupar exclusivamente com a divulgação de produtos e serviços.

10. Vender valor além do preço

Você sabe a diferença entre vender pelo valor e vender pelo preço? A venda pelo valor consiste em elevar a percepção do consumidor acerca dos benefícios, qualidade e exclusividade de uma marca em seus produtos ou serviços a ponto do cliente pagar qualquer preço para ter aquele item.

Devido a essa percepção de que o produto ou serviço agrega muito na vida do consumidor, mais do que qualquer outro, as pessoas compram itens por dez, quinze, ou até centenas de vezes mais caras que seus concorrentes de mesmo segmento.

A percepção positiva de um cliente é influenciada por tendências de mercado, experiências pessoais, informações obtidas de outros consumidores, entre outros fatores. Além disso, o vendedor tem participação ativa nesse processo.

Um dos maiores erros que as pessoas cometem no processo de vendas é não promover o valor agregado do produto ou serviço oferecido. Focar apenas nas características do item limita a percepção do cliente e o contato do público com a marca.

Veja algumas dicas para trabalhar o valor do que você está vendendo:

  • nunca presuma que você sabe os motivos pelos quais os clientes optaram pela sua marca, a justificativa para a compra não importa desde que não haja arrependimento;
  • construa um relacionamento mais forte com o seu público até que a confiança seja estabelecida para ter informações precisas que ajudarão você no processo de vendas;
  • mostre aos clientes que qualquer promoção é uma oportunidade única para eles obterem um produto ou serviço de alto valor agregado e que o valor oferecido supera em muito o preço que eles pagaram;
  • potencialize a percepção positiva do consumidor com estratégias como o Marketing de Conteúdo e o Marketing de Influência.

Por meio dessa primeira percepção positiva dos consumidores, é possível seguir adiante pelo funil de conversões, edificar a preferência da marca no mercado e consolidar as compras recorrentes: transformar prospects em compradores e consumidores em promotores da marca. Dessa forma, você constrói uma rede de fãs e não uma carteira de clientes.

11. Avaliar continuamente os seus resultados

Reveja diariamente as suas metas de vendas para estabelecer ações mais acertadas no dia seguinte. Faça o mesmo no final da semana, do mês e de cada período que você delimitar para o seu trabalho. Defina as suas prioridades trimestrais e pergunte-se sempre o que é preciso fazer para alcançar os seus objetivos em longo prazo.

Não existe uma fórmula mágica de como bater metas. É preciso ter planejamento, comprometer-se com os objetivos estabelecidos e não ter medo de procurar ajuda se necessário.

Agora que você sabe como bater uma meta, veja os motivos pelos quais o Uncle Bernie, um padrão comportamental comum no processo de vendas, pode interferir nos seus resultados.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda

Os comentários estão encerrados.