Jornal do Oeste | Comissão aceita a tramitação de PL proibindo a publicidade que estimule violência contra a mulher

Contrato milionário com agência de publicidade quer melhorar Guti
agosto 17, 2019
Air Liquide, Votorantim, CIEE e outras empresas abrem vagas para estagiários
agosto 18, 2019
Show all

Jornal do Oeste | Comissão aceita a tramitação de PL proibindo a publicidade que estimule violência contra a mulher

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Agência de Propaganda em Santos

Rádio para clínicas – A publicidade é um dos gêneros mais acessíveis devido aos diversos veículos de comunicação, como anúncios impressos, televisivos, rádio ou internet, e, além disso, modela as atitudes e os comportamentos no mundo contemporâneo.
A propaganda visa que as pessoas desejem os produtos, não somente pela necessidade, mas porque eles prometem mais do que isso, sensações. Neste sentido, a feminilidade sempre foi retratada pela mídia em analogias à submissão com o objetivo de atingir o público. Recorrente em publicidades de produtos de limpeza e de bebidas alcóolicas, de forma machista e exibicionista, utiliza-se da mulher como objeto.
De autoria da vereadora Janice Salvador, o projeto de lei 71/2019 proíbe a veiculação publicitária misógina, sexista ou estimuladora de agressão e violência sexual contra a mulher, em Toledo. Na manhã de segunda-feira (12), os membros da Comissão Especial, do Poder Legislativo, reuniram-se para conhecer o posicionamento da relatora, a parlamentar Marli do Esporte sobre o projeto.
Na segunda reunião da Comissão Especial, Marli ressaltou a importância do diálogo e da sensibilidade com os temas mais naturais em relação ao que envolve ao ser humano. “Por isso, o meu voto é favorável pela tramitação do projeto na Casa. Se os vereadores considerarem que a matéria não deve passar, isso será um debate durante a sessão. O meu parecer é pela tramitação do PL”.
Marli salientou que as mulheres (vereadoras ou assessoras) devem deixar uma marca diferente no Legislativo. “É nossa função atuar na elaboração de leis, denúncias, pesquisas ou promover debates. Nós – enquanto vereadoras, mulheres ou professoras – devemos deixar a nossa marca na Câmara”.

Magia para empresa ganhar dinheiro

Clientes – MOTIVAÇÃO – A autora do projeto Janice disse que a realidade precisa ser enfrentada por meio de instrumentos legais. “Estamos em um período de comemoração dos 13 anos da Lei da Maria Penha, porém também precisamos que as pessoas tenham consciência de que determinada ação pode estar sendo originada dentro do machismo”.
Ela comentou que o machismo pressupõe opinião e sentimento que indica que o homem é mais capaz ou possui mais condição. “São comportamentos mais graves, os quais geram aquilo que chamamos de feminicídio. O sexismo é uma ação discriminatória. Nós não podemos admitir qualquer tipo de comportamento que estimule essa divisão e desigualdade”.
Os vereadores que participam da Comissão Especial seguiram o voto da relatora. Na condição de autora, Janice agradeceu a posição favorável da vereadora e solicitou o voto favorável dos demais parlamentares. “Nós iremos promover o debate sobre esse assunto e sobre a fiscalização”.

SLIDE

Marketing de Busca – MATÉRIA – O projeto prevê que fica proibida a veiculação de publicidade de caráter misógino, sexista ou que estimule a violência contra a mulher por meio de outdoor, folhetos, cartazes, rádio, televisão, internet ou congêneres.
O projeto considera a publicidade de caráter misógino, sexista ou que estimule a violência contra a mulher aquela que contenha imagem, frase e/ou áudio que faça alusão a(o): exposição, divulgação ou estímulo à violência sexual ou estupro; exposição, divulgação ou estímulo à violência física contra as mulheres e fomento à misoginia e ao sexismo.

Fonte: https://www.jornaldooeste.com.br/noticia/comissao-aceita-a-tramitacao-de-pl-proibindo-a-publicidade-que-estimule-violencia-contra-a-mulher



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda

Os comentários estão encerrados.