Lista de profissões emergentes reflete mercado de dados aquecido
janeiro 9, 2020
Facebook manterá publicidade política segmentada
janeiro 9, 2020
Show all

como e por que fazer

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Uma das principais atribuições e responsabilidades de um gestor é tirar o máximo dos profissionais que fazem parte da sua equipe, certo?

Ou seja, além de ser o responsável pelas estratégias que vão ser adotadas e ferramentas que podem ser úteis, por exemplo, ele também precisa investir em treinamento e desenvolvimento de funcionários.

Por mais que essas práticas sejam mais associadas aos profissionais recém-contratados por uma empresa, elas precisam ser mais amplas para que a sua empresa potencialize o trabalho de cada colaborador.

Além de aumentar as chances da sua equipe entregar os resultados esperados, é uma forma de investir em retenção de talentos.

Mas não é apenas isso que o treinamento e desenvolvimento de funcionários gera em benefícios para a sua empresa.

Que tal, então, saber um pouco mais sobre a importância de adotar essas práticas, as opções que podem ser úteis para os objetivos do seu negócio e alguns exemplos de estratégias eficientes nesse sentido?

A seguir, vamos abordar:

Continue a leitura e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto!

 

O que é treinamento e desenvolvimento de funcionários?

De forma prática, consiste no investimento de uma empresa em ações que vão ajudar os seus colaboradores a evoluírem e desenvolverem habilidades e conhecimentos específicos que podem ser úteis em suas funções — seja para aprender a usar uma ferramenta, seja para se tornar um líder.

Cursos, especializações, aulas, treinamentos, enfim, as possibilidades são muitas para trabalhar a qualificação dos profissionais dentro de uma empresa.

Essa prática é, portanto, uma forma de investir em quem já está na sua organização, identificando possíveis pontos de melhoria e necessidades para alcançar os objetivos e metas estipulados durante o planejamento.

Focado principalmente em resultados a longo prazo, esse tipo de estratégia é fundamental para a realização de um trabalho eficiente de gestão de pessoas.

Afinal, além de ser uma maneira de potencializar o desempenho daqueles que já fazem parte do seu negócio, são práticas que mostram valorização por parte das empresas, servindo como uma forma de fortalecer essa relação.

Por mais que caminhem juntas rumo ao mesmo objetivo — qualificação e maior produtividade dos profissionais —, essas duas práticas têm definições e ações um pouco diferentes.

Os treinamentos, por exemplo, são voltados para o ensinamento de alguma habilidade ou atividade específica, como utilizar uma ferramenta de automação de Marketing ou uma solução de CRM.

Quer um exemplo? É janeiro de 2020 e o setor de Recursos Humanos está atrás de um profissional dentro da empresa que possa comandar uma equipe em um novo projeto que só será lançado no segundo semestre do mesmo ano.

Ao encontrar um candidato que preenche quase todos os quesitos, o RH pode investir em treinamentos para a capacitação do profissional como um líder.

Enquanto isso, o desenvolvimento, como o nome já indica, é focado na qualificação de habilidades e conhecimentos já existentes por parte daqueles profissionais.

Ou seja, na prática, representa a utilização de ações como cursos ou workshops que busquem aprimorar determinada atividade que aquele colaborador já realiza em sua rotina de trabalho.

Para ilustrar melhor, vamos seguir no cenário do exemplo acima: para compor o time do projeto no segundo semestre de 2020, o RH também procura por um profissional que entenda de SEO.

Porém, como esse projeto é muito importante para empresa, precisa de alguém que seja especialista no assunto e o desenvolvimento dessas habilidades pode ser colocado em prática.

 

Qual é a importância de investir nessas ações?

Entender quais são os benefícios e vantagens de investir nessas práticas é a melhor forma de decidir se vale a pena ou não aplicar algumas dessas ações dentro da sua equipe.

Portanto, separamos alguns ganhos que a sua organização vai colher com os investimentos em treinamento e desenvolvimento de funcionários. Confira!

Aumento da produtividade

Com tanta concorrência no mercado atualmente e consumidores cada vez mais exigentes, é fundamental aproveitar ao máximo os recursos disponíveis para a sua equipe ou empresa.

Afinal, qualquer desperdício em uma estratégia pouco efetiva ou em um profissional que não consegue desempenhar determinada função da forma como é esperado pode significar, por exemplo, a perda de clientes para os seus concorrentes.

Colocando recursos em ações que contribuam para o desenvolvimento e qualificação dos colaboradores da sua empresa, a tendência é que você aumente a produtividade no ambiente de trabalho e, consequentemente, alcance melhores — e maiores — resultados.

De acordo com um levantamento da Education First, empresas que investem nessas práticas estão propensas a crescer 5% a mais do que quem não faz.

Correção de eventuais fraquezas da empresa

Outra maneira de conseguir resultados mais satisfatórios é evitando desperdícios e falhas que acabam comprometendo, por exemplo, o desempenho de uma estratégia específica, certo?

Monitorando regularmente o trabalho de cada profissional para saber quais podem ser os treinamentos aplicados, você acaba fortalecendo a sua empresa como um todo.

Você consegue observar uma ferramenta que falta ser utilizada na sua organização e a concorrência já utiliza, uma estratégia que vocês não conseguem aplicar, enfim, fica muito mais fácil se proteger de fatores externos e minimizar as fraquezas do seu negócio.

Com as práticas certas, a tendência é que os profissionais se tornem mais capacitados e, como consequência, o trabalho realizado seja ainda melhor.

Maior engajamento e motivação dos colaboradores

Ao se preocupar com o desenvolvimento profissional dos colaboradores da sua empresa, você está o aproximando da organização. Consequentemente, a tendência é que os profissionais fiquem mais motivados e engajados para realizarem as suas funções no ambiente de trabalho.

Afinal, como ser indiferente com quem investe tempo e recursos em sua qualificação?

Não à toa, um estudo realizado em 2015 com profissionais da Raízen Comércio S/A indica que o investimento das empresas em treinamento e desenvolvimento de seus profissionais está diretamente relacionado ao índice de motivação deles. As respostas são claras: 80% dos entrevistados apontaram que essa é uma afirmação verdadeira.

Facilidade na retenção de talentos

Além de se sentir mais motivado para realizar as suas funções no trabalho, investir nessas práticas acaba influenciando positivamente duas questões muito importantes para qualquer gestor: retenção de talentos e turnover.

De acordo com um relatório produzido pelo LinkedIn, 94% dos funcionários ficariam mais tempo em uma empresa se ela investisse na sua capacitação e qualificação das habilidades profissionais.

Portanto, se você está com dificuldades em manter os melhores colaboradores motivados ou até mesmo longe dos seus concorrentes, garantir que eles tenham as ferramentas necessárias para se desenvolver pode ser um caminho interessante.

Os retornos para o seu negócio são inúmeros e um deles é se aproximar ainda mais de quem precisa produzir diariamente no ambiente de trabalho.

Melhora da reputação da sua empresa

Com a transformação digital, a conexão entre os profissionais se tornou muito mais fácil e, consequentemente, as suas experiências nas empresas que trabalham (ou trabalharam) são mais simples de serem encontradas, afinal, existem sites exclusivos para esse propósito.

Sendo assim, investir nessas práticas pode contribuir para o fortalecimento da reputação e reconhecimento da sua empresa em seu segmento de atuação.

A tendência é que os funcionários satisfeitos com a valorização da empresa façam questão de demonstrarem esse sentimento.

Atualmente, os melhores profissionais não buscam apenas por um salário bom, mas também querem outros benefícios e vantagens, como a criação de uma cultura organizacional que tenha como um dos objetivos a valorização e qualificação de quem faz parte daquela empresa.

Acredite: outros profissionais vão ficar sabendo dessa postura.

Consistência à longo prazo

Com profissionais mais satisfeitos no ambiente de trabalho e dispostos a continuarem por mais tempo na sua empresa, a tendência é que você alcance resultados mais consistentes e a longo prazo.

É claro que é importante apresentar resultados rápidos, porém, para um crescimento saudável do seu negócio, a regularidade é um fator importantíssimo e só vai ser alcançada com os colaboradores mais engajados.

Ao investir em treinamento e desenvolvimento de funcionários, você acaba, indiretamente, contribuindo para o fortalecimento de toda a estrutura da organização.

Motivação, engajamento, retenção, produtividade, redução nas falhas, reputação, enfim, é fundamental encontrar recursos disponíveis em seu orçamento para investir nessas práticas de maneira precisa.

 

Quais são os principais tipos de treinamentos existentes?

Outro ponto positivo ao investir em treinamento e desenvolvimento de funcionários dentro da sua equipe é a variedade de opções que podem ser utilizadas.

Assim, fica mais fácil encaixar o treinamento aos objetivos da sua empresa, aumentando as chances de realmente impactar positivamente nos resultados obtidos.

Separamos alguns exemplos!

Onboarding

Cultura e clima organizacional são fatores cada vez mais importantes dentro de uma empresa e, por isso, é preciso facilitar o processo de adaptação de novos profissionais que vão fazer parte daquela estrutura.

O onboarding de colaboradores é, portanto, um conjunto de ações para fazer com que novas contratações se encaixem mais rapidamente ao perfil, valores e metodologias daquela organização.

Orientação

Quantos talentos são desperdiçados por não serem aproveitados nas funções corretas ou não entenderem exatamente as atividades que precisam desempenhar?

Problemas como esses podem ser solucionados a partir de um programa de orientação de funcionários. Cabe ao gestor e à equipe de RH orientar os profissionais — principalmente aqueles que acabaram de chegar — na direção certa.

Treinamento técnico

Os treinamentos técnicos também são práticas muito comuns de desenvolvimento de profissionais dentro de uma empresa.

A ideia consiste em permitir que o colaborador possa desenvolver uma habilidade ou conhecimento, como aprender a utilizar uma ferramenta que pode ser útil para a organização ou até mesmo como aprimorar a sua capacidade para liderar uma equipe, por exemplo.

Treinamento de soft skills

Por melhor que seja um funcionário no desempenho da sua principal atribuição — as habilidades conhecidas como hard skills — no ambiente de trabalho, outras características também são importantes para o seu rendimento: as soft skills.

Comunicação, espírito de equipe, criatividade, organização, enfim, ações complementares à sua função primordial e que podem ser desenvolvidas em treinamentos específicos.

Você pode se interessar por esses outros conteúdos

👉 Dinâmica de grupo: 10 atividades para fazer com seus funcionários

👉 Saiba como fazer reuniões one on one (1:1) na sua empresa

👉 Trabalho em equipe: vantagens e 6 dicas de como desenvolver!

👉 Avaliação de desempenho: guia para aplicar em sua empresa


 

Quais ações colocar em prática para implantar esse conceito?

Agora que você já sabe como o treinamento e desenvolvimento de funcionários é importante para o sucesso da sua equipe e, consequentemente, da empresa que trabalha, que tal entender como colocar essas ações em prática?

Separamos alguns passos que você deve seguir para implantar esse conceito dentro da sua organização. Confira!

Identifique possíveis benefícios

O primeiro passo para a criação de um programa de treinamento e desenvolvimento de funcionários eficiente é encontrar ações que podem beneficiar o seu negócio.

Não adianta investir nessas estratégias sem um objetivo concreto por trás das ações que serão realizadas. É fundamental que o profissional entenda o propósito de fazer um curso ou aprender a usar uma ferramenta.

Uma forma de fazer isso é entendendo melhor os objetivos da sua empresa. Ou seja, saber quais são as metas que precisam ser alcançadas e quais ações podem contribuir para facilitar essa tarefa.

Cruzando essas informações, fica mais fácil identificar, por exemplo, quais treinamentos ou aperfeiçoamentos são necessários e, de fato, vão ser úteis para o crescimento daquele profissional e, é claro, da sua empresa também.

Encontre falhas que podem ser aprimoradas

Outra tarefa importante para a equipe de RH é identificar falhas e habilidades que precisam ser desenvolvidas no trabalho de cada profissional de uma empresa.

Alguns podem precisar de um direcionamento voltado para o trabalho em grupo, por exemplo, enquanto outros precisam aprender a utilizar determinada ferramenta que vai ser implementada dentro da sua organização.

Quanto mais personalizada essa análise, maior a tendência de identificar treinamentos e práticas que realmente sejam efetivas para a evolução e crescimento do negócio como um todo.

Uma forma de fazer isso é criando uma estrutura que mostre todas as habilidades ideais que funcionários de determinado setor precisam seguir e quais são os pontos positivos e os que precisam ser aprimorados em cada colaborador.

Defina os métodos a serem utilizados

Com a identificação do que precisa ser aprimorado em cada profissional, é hora de avaliar quais dos métodos vão ser mais eficientes para facilitar o seu desenvolvimento.

Fatores como dificuldade, tempo de aprendizagem, horas disponíveis do colaborador e urgência dessas habilidades são os mais importantes a serem analisados para garantir a escolha das ações que sejam mais efetivas para o objetivo estipulado.

Um exemplo? Identificou que os novos funcionários estão demorando muito para se encaixarem ao funcionamento da empresa?

A solução pode ser fortalecer as ações de onboarding, fazendo com que eles tenham uma experiência imersiva no ambiente em que eles precisam se encaixar.

Precisa de um conhecimento mais técnico por parte de alguns funcionários? Invista em treinamentos técnicos para aprimorar esse conhecimento.

Avalie e monitore regularmente os resultados

Mesmo após a aplicação das medidas necessárias, o trabalho não está finalizado, aliás, está longe disso. Portanto, não se esqueça de monitorar e avaliar regularmente os resultados obtidos pelos treinamentos e ações de desenvolvimento aplicados na sua equipe.

Como falamos, oferecer essas práticas apenas por oferecer só vai representar desperdício de recursos, é preciso ter resultados.

Determine objetivos a serem alcançados antes da implementação dessa estratégia e, assim, vai ser possível verificar se o treinamento é, de fato, eficiente para obter os resultados esperados.

Além disso, é importante identificar aquelas situações em que o trabalho de desenvolvimento não acabou e o suporte ainda é necessário para o crescimento e qualificação daquele colaborador.

Quais empresas já adotam essas práticas com sucesso?

Além de saber como aplicar essas práticas dentro da sua empresa, é importante conhecer alguns exemplos positivos, certo?

Algumas organizações são verdadeiras referências quando o assunto é treinamento e desenvolvimento de funcionários.

Listamos algumas delas para você entender como essas ações podem ser importantes!

Domino’s

A Domino’s é conhecida pela sua rapidez no atendimento ao cliente e entrega das suas pizzas. Para isso, precisa contar com funcionários capacitados a realizarem essas tarefas e o foco da empresa é no onboarding.

A ideia do programa é acelerar o processo de aprendizagem dos novos contratados a partir de simulações gamificadas e atividades práticas que estimulem o colaborador a aprender mais rápido.

Um exemplo é um jogo em que o profissional precisa montar uma pizza personalizada em determinado tempo.

A diferença é que ele pode acompanhar a sua evolução, superando marcas anteriores e aumentando o seu engajamento e conhecimento das funções que vai precisar exercer em sua rotina de trabalho.

Amazon

Outra empresa líder em seu mercado de atuação e que foca na qualificação dos seus profissionais é a Amazon. Afinal, o seu diferencial é sempre entregar uma experiência satisfatória ao consumidor.

Ou seja, ela não pode permitir que um colaborador chegue despreparado e desorientado para, por exemplo, realizar o atendimento no SAC. Por isso, investe na capacitação desses profissionais antes mesmo das suas contratações.

As ações da Amazon são as mais variadas, como pagar 95% da matrícula de novos funcionários em cursos que eles possam praticar as suas funções e também realizar um programa com duração de um mês para o treinamento intensivo e a capacitação de novos líderes.

Assim, o colaborador já compreende melhor o cenário que vai fazer parte, facilitando a sua adaptação e aumentando a sua produtividade de forma mais rápida.

Com a adoção de práticas de treinamento e desenvolvimento de funcionários, a sua equipe tende a se tornar mais eficiente e produtiva, além de garantir que os profissionais se sintam valorizados e motivados a realizarem as suas funções e tarefas. Na prática, todas as partes saem ganhando e as metas se tornam mais alcançáveis.

Agora que você já sabe como o treinamento e desenvolvimento de funcionários pode ser importante para o sucesso do seu negócio, que tal conhecer algumas técnicas e ferramentas que podem ajudar nessa missão?

Confira como a Matriz de Eisenhower pode aumentar a produtividade do seu time!



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda

Os comentários estão encerrados.