Como criar vínculos emocionais com o cliente e vender mais?

tudoradio.com | Justia acata aes da ACAERT e probe publicidade em duas rdios comunitrias catarinenses
março 13, 2020
O que comerciantes podem esperar do Dia do Consumidor em 2020
março 14, 2020
Show all

Como criar vínculos emocionais com o cliente e vender mais?

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

A venda de produtos e serviços depende de vários fatores que vão desde a qualidade do que é ofertado até o relacionamento com os potenciais clientes. É importante saber criar vínculos emocionais com o cliente,pois isso contribui para o aumento das vendas e fidelização dos consumidores.

As empresas capazes de estabelecer um vínculo emocional positivo com seus clientes acabam se tornando especiais. Desse modo, conseguem aumentar a recorrência de compras e o valor gasto pelo simples fato de que o consumo do produto ou serviço gera felicidade para o consumidor.

Além disso, ao estabelecer o vínculo emocional com o cliente, ele passa a ser um propagador do seu negócio de modo voluntário. A satisfação de ser bem-atendido leva o consumidor a elogiar espontaneamente a empresa, tornando-se assim uma fonte poderosa de captação.

Neste artigo, veremos como criar vínculos emocionais com o cliente. Além disso, examinaremos como isso pode ser medido. Acompanhe a leitura!

Como criar vínculos emocionais com o cliente?

O vínculo emocional não acontece por acaso, é preciso realizar um planejamento estratégico para alcançar resultados nessa área. Confira algumas dicas para conseguir criar esse relacionamento!

Ofereça atendimento personalizado

Uma pessoa abordada de forma amistosa com certeza terá mais consideração e apreço pela empresa que a tratou dessa maneira. Portanto, trabalhe para que o atendimento passe essa sensação para todos os clientes que entrarem em contato com o seu negócio. Lembre-se sempre de ser simpático e atencioso.

Isso também deve acontecer na comunicação digital. Procure personalizar as mensagens enviadas sempre colocando o nome do cliente. Mesmo usando automatização em alguns processos, demonstre que uma pessoa está por trás do atendimento e que a empresa valoriza cada consumidor. Lembre-se de que o aumento da produtividade não deve prejudicar a qualidade.

Conheça o cliente e as suas necessidades

É difícil estabelecer um relacionamento com uma pessoa sem conhecer quem ela é e o que ela deseja. Do mesmo modo, no mundo comercial é essencial conhecer o cliente e entender quais são as suas necessidades.

A satisfação dos consumidores está intimamente ligada com os produtos ou serviços que atendem as dores reais, que resolvem o que ele precisa. É tarefa da empresa conhecer essa realidade e oferecer soluções para seus clientes. Desse modo, o relacionamento será fortalecido.

Invista em marketing sensorial

Marketing sensorial é uma estratégia específica que visa explorar os cinco sentidos para estabelecer um vínculo emocional com o cliente. A criatividade é elemento-chave para que os objetivos sejam alcançados.

A empresa precisa pensar em maneiras de atingir os seus clientes por meio dos sentidos. Oferecer chocolates, manter uma música agradável e cores que despertem emoções são alguns exemplos do que pode ser feito nesse sentido. O importante é explorar várias possibilidades e encontrar o que está trazendo resultados.

Treine a sua equipe

Quando o cliente entra em contato com uma empresa, ele precisa sentir e reconhecer tudo o que ela representa. Se um negócio se posiciona de certa forma nas redes sociais e nas campanhas, mas a equipe de atendimento não trabalha do mesmo modo, a força desse discurso se reduzirá.

Portanto, investir em treinamento da equipe é essencial para qualquer gestão eficiente. Essa é uma forma de conquistar os clientes e demonstrar como eles são importantes para o negócio.

Ouça os feedbacks dos clientes

Ouvir os feedbacks dos clientes é uma forma de detectar os pontos negativos e positivos do seu negócio. É uma atitude fundamental para a evolução de qualquer troca, pois permite o conhecimento do que precisa ser melhorado e dá entendimento sobre como o consumidor enxerga a empresa.

Esse espaço para o feedback pode ser ao vivo, mas também é bastante funcional por meio dos canais digitais. O importante é disponibilizar a oportunidade de ouvir a opinião, facilitando o retorno sobre o que está sendo feito. Depois disso, basta apenas agir para solucionar os problemas.

Como o vínculo emocional pode ser medido?

O sucesso de qualquer estratégia empresarial deve ser acompanhado por meio de métricas. Do mesmo modo, é preciso medir o nível de vínculo emocional que o cliente tem com o seu negócio. Medir emoções e sentimento, entretanto, não é uma tarefa simples.

Para tal atividade, existe o que chamamos de Customer Emotional Value (CEV). Essa é uma medida que indica o quanto os clientes estão conectados emocionalmente com a empresa. De modo geral, ele avalia os sentimentos e as emoções que uma organização desperta no consumidor.

Para determinar o CVE, é necessário identificar quais emoções interferem mais no vínculo emocional com determinada marca. De modo geral, são 10 emoções e sentimentos principais que se combinam em cinco pares opostos: triste e feliz, decepcionado e encantado, inseguro e seguro, desrespeitado e respeitado, distante e próximo.

O indicador varia entre 0 e 100 pontos. Quanto mais próximo ao 100, maior será o vínculo emocional do consumidor. Para calcular, basta pedir que o cliente indique um número dentro dessa escala para cada par de emoções. Depois disso, basta somar as respostas e dividir pelo número de alternativas para chegar ao resultado.

As respostas costumam ser divididas em sessões. De 0-20 são os chamados de haters, que se sentem desconfortáveis e infelizes dentro da sua empresa. Na faixa de 81-100 estão os lovers, que estão extremamente satisfeitos com o seu trabalho. Entre os dois extremos, estão os indiferentes, que dependendo das ações seguintes podem seguir para alguma das extremidades.

Criar vínculos emocionais é importante!

Medir o vínculo emocional é importante para que a empresa tenha conhecimento sobre como os clientes a enxergam. Por meio do CEV, é possível entender melhor o processo de tomada de decisão do consumidor e encontrar maneiras de fidelizá-lo.

Neste artigo, conhecemos estratégias que ajudam a criar vínculos emocionais com o cliente, o que é importante para o sucesso de um negócio. Quanto mais a empresa investir nessa metodologia, mais clientes se identificarão com a marca, o que também gera mais fidelização. Desse modo, os resultados serão potencializados, aumentando o poder de venda e, consequentemente, seu lucro.

Gostou de conhecer mais sobre esse tema? Então, aproveite para assinar a nossa newsletter e receber outros conteúdos relevantes para sua agência!



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda

Os comentários estão encerrados.