Afinal de contas, o que é ser resiliente no trabalho?

o que é, benefícios e como fazer isso
janeiro 11, 2021
Quais são as profissões de marketing que mais contrataram em 2020?
janeiro 12, 2021
Show all

Afinal de contas, o que é ser resiliente no trabalho?

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Em um cenário de tantas mudanças no Marketing, o profissional da área que não se adaptar aos novos contextos e desafios tende a ficar para trás. Flexibilidade e proatividade são características fundamentais para sobreviver e se destacar em um mercado tão competitivo, o que reforça a importância de entender o que é ser resiliente no trabalho.

Resiliência é a capacidade de se adaptar a diferentes situações e desafios que podem surgir no âmbito pessoal e também profissional. A questão é que poucas pessoas sabem, de fato, como esse conceito pode ser aplicado no dia a dia do trabalho.

Mas, além de entender a importância no ambiente corporativo, é preciso saber como ser mais resiliente, não é mesmo? Pensando nisso, preparamos um artigo completo sobre o assunto para que você entenda mais sobre resiliência e consiga colocar o conceito em prática.

Que tal, então, tirar todas as suas dúvidas e entender, de uma vez por todas, o que é ser resiliente no trabalho? Continue a leitura e confira!

O que é resiliência no trabalho?

Seja por conta da transformação digital, seja por conta do maior nível de exigência dos consumidores e do mercado em geral. As mudanças são cada vez mais constantes no ambiente de trabalho: novas plataformas, ferramentas, conceitos e soluções surgem a todo instante.

Como esperar, então, que um profissional se destaque sem estar preparado para tanta volatilidade?

Entender o que é ser resiliente no trabalho é a primeira forma de conseguir uma resposta. Na prática, significa entender as mudanças e se adaptar aos novos cenários que se desenham no ambiente corporativo. Afinal, é muito simples trabalhar com o orçamento sempre disponível, uma equipe completa e todas as ferramentas necessárias, não é mesmo?

Mas e se essas não forem as condições disponíveis? A resiliência no trabalho representa a capacidade de os profissionais se adaptarem a situações adversas e, mesmo assim, conseguirem atingir um nível de desempenho satisfatório. A aplicação do conceito consiste em saber se flexibilizar aos acontecimentos e não deixar que isso prejudique os resultados.

Além disso, a resiliência no trabalho pode acontecer de diferentes formas também. Um profissional que está sempre em busca de informações para fazer um trabalho melhor ou o colaborador que não tem um cargo tão alto, mas age com proatividade em busca de melhores resultados.

Entre as características do que é ser resiliente no trabalho, algumas se destacam:

  • flexibilidade;
  • confiança elevada;
  • persistência;
  • proatividade;
  • empatia;
  • autocontrole.

Qual a importância da resiliência no trabalho?

A resiliência é uma habilidade fundamental para quem vive no que é conhecido como “Mundo VUCA”. O termo criado pelas Forças Armadas norte-americanas após a Guerra Fria destaca quatro elementos presentes no cenário atual:

  1. Volatility (Volatilidade);
  2. Uncertainty (Incerteza);
  3. Complexity (Complexidade);
  4. Ambiguity (Ambiguidade).

No ambiente profissional não é nada diferente. As situações se modificam a todo instante. Com a volatilidade alta, não é tão fácil prever resultados em longo prazo, por exemplo, criando um cenário de bastante incerteza para empresas dos mais diferentes segmentos.

Quem imaginaria que uma pandemia modificaria a forma de trabalho em todos os países ao redor do globo?

A complexidade e a ambiguidade exigem que os profissionais busquem por novas soluções e estratégias para os seus problemas. Afinal, o que funcionou em um período não vai, necessariamente, funcionar pouco tempo depois.

A resiliência se torna essencial para que cada profissional consiga fazer o melhor dentro das condições atuais daquele ambiente.

Para se destacar no ambiente de trabalho, portanto, é preciso se adaptar. Um ambiente tradicionalmente estressante pode criar desafios ainda maiores para quem não está disposto a ser mais flexível. Imagine se a cada pedido de revisão de um cliente sobre um projeto, horas fossem perdidas apenas com reclamações sobre as alterações solicitadas?

Mas, afinal, por que a resiliência é importante no ambiente de trabalho? Listamos algumas razões para investir nesse conceito entre a sua equipe, confira!

Menor rotatividade

A rotatividade é um dos problemas mais sérios para as equipes de Recursos Humanos. Afinal, como manter um trabalho de sucesso por um longo prazo sem a manutenção de um mesmo grupo de profissionais?

Mas o que essa situação tem a ver com resiliência no ambiente corporativo? Tudo! Os profissionais mais resilientes estão dispostos a enfrentar os momentos mais turbulentos.

Mesmo em uma situação de alto nível de estresse, a sua equipe vai fazer de tudo para reverter o quadro e não deixar o desempenho cair. Tudo isso de maneira positiva, focando as soluções e não nos problemas a serem enfrentados.

Além disso, a tendência é que os colaboradores estejam mais motivados e empenhados, o que impacta a redução da rotatividade nas vagas de trabalho.

Maior engajamento

Uma dúvida muito comum entre gestores das mais diferentes áreas é como aumentar o engajamento da sua equipe. Uma das respostas para isso é estimular a resiliência no trabalho. Um colaborador resiliente está sempre em busca de novas alternativas para fazer um trabalho melhor ou conseguir resultados mais significativos para a companhia.

Seja participando de forma ativa de reuniões, seja tomando a frente em projetos, a resiliência também representa a proatividade.

Quanto mais dispostos os profissionais estiverem para dar suas opiniões sobre as estratégias da empresa, maior a participação deles. Quando isso acontece, o nível de satisfação de todos tende a aumentar também.

Maior produtividade

Como consequência de um clima mais leve no ambiente de trabalho, o nível de produtividade aumenta significativamente. Um time que tenha a resiliência como característica marcante também deve conquistar números positivos ao final de cada mês.

Mais satisfeitos e mais engajados, estão todos motivados a fazerem o seu melhor em suas funções. Tudo isso mesmo em um cenário que não seja tão otimista, como uma equipe reduzida ou um orçamento mais apertado.

Dentro do Marketing Digital, por exemplo, existem inúmeras maneiras de superar obstáculos como esses, mas é necessária muita dedicação e trabalho. Aproveitando melhor cada uma das oportunidades, a produtividade é diretamente impactada pela resiliência.

Afinal, como se tornar mais resiliente?

Mas, na prática, o que deve ser feito para ser resiliente no trabalho? Listamos algumas dicas que podem ser úteis para dar um passo importante em busca do maior destaque profissional. Confira!

Adote uma postura positiva

O primeiro passo para ser resiliente no trabalho é adotar uma postura positiva. Ou seja, não deixar se levar por uma notícia ruim, por exemplo.

O cliente não aprovou a primeira versão da sua campanha? Não é o fim do mundo, isso mostra que o cliente também está interessado em um resultado positivo. Enxergue como uma crítica construtiva e a utilize para melhorar o seu trabalho.

Mantenha o equilíbrio

O controle emocional é outra etapa importantíssima para ser resiliente no trabalho. Afinal, o ambiente corporativo pode ser bastante estressante, mas é preciso se controlar e não deixar que uma sensação momentânea acabe prejudicando o seu desempenho.

Durante os picos de sentimento, é fundamental se manter calmo e tomar decisões apenas quando os níveis mais altos de estresse passarem.

Busque por desafios

Entenda os desafios que surgem no ambiente profissional como uma oportunidade de crescimento.

Não precisa ser, necessariamente, para conseguir uma promoção dentro do seu emprego, mas que sirva para o seu aprimoramento profissional. Ou seja, uma oportunidade para desenvolver uma nova competência e, quem sabe, abrir novas portas dentro ou fora da empresa.

Entenda as suas vulnerabilidades

Além disso, é preciso entender quais são as suas vulnerabilidades. Observe os feedbacks que outros profissionais deixam para você e tente utilizá-los para melhorar a sua performance no trabalho. Pode ser uma questão técnica ou mesmo comportamental, o mais importante é buscar sempre aprender e melhorar como profissional.

Controle as expectativas

Outra parte importante do trabalho de ser resiliente no ambiente corporativo é conseguir controlar as expectativas. Pode ser sobre o desempenho da sua equipe ou mesmo sobre as metas a serem batidas.

É fundamental estipular objetivos razoáveis de serem alcançados, trabalhando com metas realistas que sirvam para motivar o restante da equipe, não desacreditá-los.

A resiliência é, portanto, uma característica cada vez mais necessária no ambiente profissional. Para quem busca um lugar de destaque em um mercado tão concorrido, é fundamental adotar algumas práticas para se tornar mais resiliente no trabalho.

Além de um melhor desempenho, empresas e outros profissionais reconhecem e valorizam essa característica.

Agora que você já sabe o que é ser resiliente no trabalho e como pode ser importante para o seu desempenho profissional, que tal entender como melhorar a sua performance? Continue em nosso blog para conferir outro artigo com tudo sobre produtividade e como ser mais produtivo no trabalho!



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda

Os comentários estão encerrados.